A safra 2019/2020 terminou na Agroterenas no mês de novembro e para agradecer foram realizadas missas nas três Unidades. Os resultados foram muito expressivos com recorde de 5.434.597 toneladas, demonstrando a dedicação da equipe na busca de melhor qualidade de operações, adoções de novas tecnologias e gestão dos processos agrícolas.

Contou, também, com o apoio das diversas áreas administrativas e de suporte aos processos que correram muito bem.

A Unidade do Matro Grosso do Sul (Deodápolis), por efeito de uma longa estiagem, teve sua safra abreviada, terminando em outubro com uma queda significativa de produtividade. Fechamos com 67 toneladas por hectare, porém tivemos um expressivo ganho na quantidade de açúcar/ton (ATR). Os custos de produção também ficaram abaixo do esperado, demonstrando todo o esforço da equipe.

No Estado de São Paulo, os números foram surpreendentes, com a produtividade agrícola chegando a 90 toneladas na Unidade de Maracaí e 84 toneladas na Unidade de Paraguaçú. As duas Unidades também apresentaram alto ATR (quantidade de açúcares) por tonelada, batendo o recorde de 144 kg.

Total por Unidades

Na Unidade Deodápolis foram colhidas 1.055.547 toneladas de cana com uma produtividade de 67 toneladas/ha. Em Paraguaçu Paulista, por sua vez, os números chegaram a 2.171.613 toneladas, com uma produtividade de 84 toneladas/ha. Já em Maracaí, a cana colhida chegou a 2.207.436 toneladas, com uma produtividade de 90 toneladas.

Parabéns a todos que contribuíram para o sucesso!